NACIONAL
01.02 - 08h13min
A
A
A
Paraná tem um caso confirmado de febre amarela e outros três em investigação

O Ministério da Saúde confirmou nesta quarta-feira (31) que o Paraná tem três casos de febre amarela ainda em investigação, além do já confirmado, que envolve uma curitibana de 36 anos que contraiu o vírus em uma viagem para Mairiporã (SP) no final de dezembro de 2017.A paciente é acompanhada pela secretaria de saúde da cidade, evolui bem e não há risco de transmissão. A cidade segue livre da circulação do vírus e mantém as estratégias de prevenção.
Apesar do cenário aparentemente positivo, contudo, a Prefeitura decidiu prevenir do que ter de remediar mais tarde. Por isso, anunciou ontem que está intensificando a capacitação dos profissionais das redes pública e privada de saúde, emitindo notas técnicas e vídeos de orientação para a identificação precoce de pacientes com sintomas suspeitos de febre amarela.
Entre as ações está o monitoramento dos macacos bugios e dos saguis - hospedeiros do vírus da febre amarela silvestre - feito pela Unidade de Vigilância de Zoonoses. Curitiba não tem nenhum registro de macacos mortos pela infecção do vírus. Outra medida é o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika, chikungunya e da febre amarela urbana. O Programa Municipal de Controle do Aedes promove uma série de ações que mantiveram os índices de infestação do mosquito em Curitiba próximo a zero no ano passado.


 

Deixe o seu comentário
PARCEIROS
Icaraíma 24 Horas (grupo Umuarama 24 Horas)
Copyright © 2015
Todos os direitos reservados.
44 8418-7393
Por:
X FECHAR